Você é especialista em otimização de conversão, funis de vendas, SEO, construção de sites, redação de textos e revisão de textos? Se assim for, você tem uma chance melhor do que a maioria dos recém-chegados. As chances são, se você acabou de ouvir sobre marketing afiliado, você não tem todas ou mesmo nenhuma dessas habilidades ainda. Neste caso, estabeleça o longo prazo. Isso vai levar algum tempo, mas você chegará lá – contanto que não desista ao longo do caminho!
Normalmente, as campanhas ao clique são utilizadas por empresas de grande porte que procuram tráfego indiferenciado para seus sites. Tenha especial atenção ao tipo de regras e tracking que a empresa/anunciante realiza. Por vezes, são apenas contabilizados os cliques unitários e por IP, ou seja, se um mesmo usuário der dois cliques na campanha, você é remunerado apenas por um clique.
Quando falamos de marketing de afiliados, paciência é um termo importante, especialmente se a sua estratégia passar por escrever conteúdo relevante e trabalhar com programas de afiliados em seus sites e blogs. Quando comecei, lembro-me perfeitamente da primeira comissão que gerei num programa de afiliados e a sensação foi espectacular. No entanto, demorei alguns anos para começar a ganhar dinheiro de forma significativa com meus sites e blogs.

Se você acha que basta colocar um banner publicitário na barra lateral do seu blog para começar a ganhar dinheiro com marketing de afiliados, está redondamente enganado. Seu público é bastante mais exigente do que isso e você estará simplesmente menosprezando a sua própria autoridade. Lembre-se de que uma das armas mais poderosas da internet é o poder da recomendação. Se seus leitores gostam dos seus conteúdos e gostam de você enquanto profissional, as suas recomendações terão um poder muito maior do que qualquer outra coisa que você faça.
Além das vantagens óbvias de administrar seu próprio negócio, poder trabalhar on-line de qualquer lugar e a qualquer momento, e ter a liberdade de escolher o quanto você trabalha, há algumas outras vantagens. Afiliados com um forte acompanhamento social (também conhecido como influenciadores) podem esperar receber brindes de anunciantes que buscam aumentar o conhecimento de sua marca. Isso tudo lhe proporcionara uma estrutura e uma renda fantástica e nunca mais terá que fazer pesquisas de “como ganhar dinheiro na internet clicando”.
Como este artigo visa cobrir o marketing da filial para iniciantes, aqui está um pequeno exemplo para você. Então, vamos supor que João seja um afiliado. Ele tem um site que é sobre skate. Nele, ele tem um blog onde compartilha vídeos de suas últimas acrobacias, fotos dos parques que visitou e análises detalhadas dos melhores e piores skates que ele já usou. As resenhas contêm um link direto para a página no site do anunciante, onde os skates recomendados podem ser comprados. A chave para isso é que o link não é um link padrão, como:
Para se iniciar no marketing de afiliados, você deverá, antes de tudo, compreender como funciona cada uma das formas de partilha de receitas e decidir qual aquela que será à escolha mais lucrativa para o seu negócio. Por exemplo: se você tiver um site/blog que gera milhões de pageviews mensalmente, as campanhas por CPM são, claramente, uma oportunidade muito boa. No entanto, se você trabalha em nichos de mercado que gera, pouco tráfego, os programas por CPA são a melhor opção. Logicamente, cada caso é um caso, e você precisa estudar muito bem os seus projetos antes de decidir promover um determinado produto ou empresa.
Você pode adicionar banners ao seu site para promover suas ofertas de afiliados. A maioria dos programas afiliados fornecerá seus próprios criativos assim que você se tornar um afiliado. A colocação de banners em tráfego elevado e publicações relevantes pode levar a grandes conversões. É provável que as pessoas cliquem em uma imagem enquanto capturam sua atenção.
Existem muitas empresas dedicadas à criação de sites de conteúdo, que são rentabilizados com programas de afiliados. Imagine uma empresa de mídia grande, com dezenas de sites em vários países, todos eles com milhões de visitas todos os meses. Existem também afiliados profissionais que fazem isso numa escala menor, mas ainda assim extremamente rentável. Esses sites são alimentados essencialmente de tráfego orgânico e de tráfego vindo de mídias sociais.

Na internet, esse modelo de comissão sobre as vendas é chamado de marketing de afiliados ou affiliate marketing (em inglês). O primeiro programa de afiliados na internet foi criado em 1996 pela Amazon e se chamava Amazon Associates. O programa continua existindo até hoje e foi um dos principais propulsores de crescimento da Amazon, uma vez que milhares de afiliados promoviam os produtos da empresa nos Estados Unidos, recebendo uma fatia sobre as vendas. Caso eles não gerassem vendas, a Amazon também não estaria investindo dinheiro nenhum com essa publicidade, uma vez que ela pagaria uma comissão somente por vendas realizadas.

Para quem está começando a trabalhar com marketing de afiliados, possivelmente terá alguma das dúvidas seguintes. São perguntas frequentes que muitos dos novos afiliados fazem, no sentido de entenderem como esse mercado funciona e quais são as reais possibilidades. Trabalhar com afiliação é extremamente interessante, mas é necessário que você entenda como tudo isso funciona.


Até agora você construiu um alcance que irá continuar crescendo desde que você mantenha a qualidade do conteúdo, então use o alcance que você têm mesmo que pequeno para experimentar a sensação de ser um afiliado e entender de verdade como funciona o marketing de afiliados no qual você pretende mergulhar daqui a pouco, assim você estará preparado para começar a vender em breve.
Nesse sentido, é recomendável produzir conteúdo relevante sobre os produtos que você está promovendo em seu site ou blog. Isso significa escrever reviews detalhados sobre esses produtos, indicando os prós e contras dos produtos, as vantagens de usá-los e porque você recomenda esses produtos para o seu público. Esse tipo de recomendação tem um poder incrível junto de um público fortemente engajado.
Seja criativo. Faça seu trabalho de casa primeiro. Analisar seus concorrentes e entender como eles trabalham fará com que você consiga se antecipar mais facilmente e pegar uma boa fatia desses mercados. Acompanhe o que outros estão fazendo e seja criativo no momento de escrever seus conteúdos, gravar seus vídeos ou criar seus anúncios. Abordagens diferentes quase sempre geram melhor resultado.
No mercado de marketing de afiliados, existem diferentes modelos de comissão, que variam consoante o objetivo de marketing da empresa ou produtor. Ao contrário do que muitas vezes se pensa e fala, existem programas de afiliados não apenas para produtos físicos ou digitais, mas também para ações e contatos. Se o objetivo de marketing de uma empresa for gerar cadastros de potenciais interessados em comprar um produto, por exemplo, essa empresa pode lançar um programa de afiliados que paga um valor fixo para cada cadastro realizado. A empresa não estaria promovendo um produto, mas sim uma ação específica, que no caso seria o usuário preencher o formulário de cadastro.

O modelo de comissão sobre as vendas é extremamente utilizado em programas de afiliados de e-commerces. O programa de afiliados da Amazon, por exemplo, trabalha num modelo de comissão por CPV, em que o afiliado recebe uma comissão de 3% e 7% sobre as vendas geradas no e-commerce da Amazon. Este modelo é extremamente interessante de trabalhar, pois ao direcionar um usuário para comprar na Amazon, você recebe uma comissão sobre todas as compras realizadas por aquele usuário, e não importa se ele comprou os tênis que você sugeriu ou não.
Além das vantagens óbvias de administrar seu próprio negócio, poder trabalhar on-line de qualquer lugar e a qualquer momento, e ter a liberdade de escolher o quanto você trabalha, há algumas outras vantagens. Afiliados com um forte acompanhamento social (também conhecido como influenciadores) podem esperar receber brindes de anunciantes que buscam aumentar o conhecimento de sua marca. Isso tudo lhe proporcionara uma estrutura e uma renda fantástica e nunca mais terá que fazer pesquisas de “como ganhar dinheiro na internet clicando”.

O modelo de comissão CPI só apareceu quando começaram a surgir os smartphones e aplicativos móveis. É um modelo de comissão voltado para tráfego mobile, em que o afiliado recebe uma comissão fixa por gerar instalações de um determinado aplicativo. Existem várias empresas dedicadas a esse nicho de mercado, com dezenas de ofertas de aplicativos diferentes e em áreas diferentes, que o afiliado poderá promover em seu tráfego mobile.

Esse modelo passou a ser utilizado em praticamente todos os grandes portais e órgãos de comunicação, que vendiam seus espaços publicitários no modelo de CPM a seus anunciantes, porque consideravam que o usuário que navegava em seus sites já estava sendo impactado por esses anúncios, simplesmente por visualizá-los, mesmo que não clicasse. Ainda hoje, o valor de CPM é utilizado em plataformas de anúncios como o Facebook e Google AdWords e é uma métrica extremamente importante de análise de desempenho e custo. Além do mais, é impossível definir a taxa de cliques (CTR) de um anúncio sem termos em consideração o número de impressões dele.

Na internet, esse modelo de comissão sobre as vendas é chamado de marketing de afiliados ou affiliate marketing (em inglês). O primeiro programa de afiliados na internet foi criado em 1996 pela Amazon e se chamava Amazon Associates. O programa continua existindo até hoje e foi um dos principais propulsores de crescimento da Amazon, uma vez que milhares de afiliados promoviam os produtos da empresa nos Estados Unidos, recebendo uma fatia sobre as vendas. Caso eles não gerassem vendas, a Amazon também não estaria investindo dinheiro nenhum com essa publicidade, uma vez que ela pagaria uma comissão somente por vendas realizadas.
Como este artigo visa cobrir o marketing da filial para iniciantes, aqui está um pequeno exemplo para você. Então, vamos supor que João seja um afiliado. Ele tem um site que é sobre skate. Nele, ele tem um blog onde compartilha vídeos de suas últimas acrobacias, fotos dos parques que visitou e análises detalhadas dos melhores e piores skates que ele já usou. As resenhas contêm um link direto para a página no site do anunciante, onde os skates recomendados podem ser comprados. A chave para isso é que o link não é um link padrão, como:
×