Resumindo, quando você promove um determinado programa de afiliado, você é recompensando por essa promoção de acordo com o que a empresa/anunciante decidiu previamente: clique, ação, lead, mil impressões, formulário ou venda. Para percebermos mais facilmente como funciona cada um desses formatos de publicidade com programas de afiliados, vamos analisar caso-a-caso e dar-lhe alguns exemplos práticos para uma melhor percepção:

Para trabalhar com marketing de afiliados, existem apenas duas estratégias possíveis: ou você trabalha a divulgação em seus sites e blogs ou você faz a divulgação diretamente em plataformas de anúncios. Não existe outra forma de se trabalhar com afiliação além desses duas. Portanto, o mais importante é você decidir antecipadamente se pretende desenvolver sites e blogs, que vão exigir conteúdo e um bom trabalho de SEO, ou se você pretende partir para a divulgação através de anúncios no Facebook, Google AdWords ou plataformas de native ads.

Que seus inscritos permitem que você entre na caixa de entrada, eles gostam do seu conteúdo. Não abuse dessa boa vontade. Envie-lhes por e-mail conteúdo de qualidade com mais frequência do que você envia por e-mail para fins puramente promocionais. Caso contrário, eles sentirão que o seu boletim informativo por e-mail é puramente promocional e, por fim, cancelam a inscrição, porque quem precisa de mais deles?
Neste modelo de comissão por CPC, o afiliado recebe um valor fixo ou variável para cada vez que o banner publicitário ou o link de texto receberem um clique de um usuário. Esse modelo tem a vantagem de que o afiliado não está dependente do resultado final, ou seja, do usuário comprar o produto, mas tem a desvantagem de ser um modelo difícil de escalar, uma vez que para ganhar muito dinheiro seriam necessários centenas de milhares de cliques.
Marketing de afiliados é uma forma de você gerar rendimento através de um trabalho de partilha, recomendação e promoção de produtos ou serviços de outras pessoas ou empresas. Basicamente, quando você ajuda uma outra empresa a conseguir vender um produto, recebe uma comissão por esse trabalho. Existem várias formas de comissionamento, mas o conceito é semelhante em todas elas, ou seja, você promove algo em troca de uma fatia do valor dessa venda gerada.
Esse modelo passou a ser utilizado em praticamente todos os grandes portais e órgãos de comunicação, que vendiam seus espaços publicitários no modelo de CPM a seus anunciantes, porque consideravam que o usuário que navegava em seus sites já estava sendo impactado por esses anúncios, simplesmente por visualizá-los, mesmo que não clicasse. Ainda hoje, o valor de CPM é utilizado em plataformas de anúncios como o Facebook e Google AdWords e é uma métrica extremamente importante de análise de desempenho e custo. Além do mais, é impossível definir a taxa de cliques (CTR) de um anúncio sem termos em consideração o número de impressões dele.
Não promover os produtos certos é um problema comum entre afiliados novatos. Você compraria o produto que está promovendo através de um site? Pense nisso. Você pode anunciar uma concessionária Ford em seu site até que as vacas voem, mas alguém comprará seriamente um carro novo por meio de um site sem visitar uma garagem? Acho que não. Não comercialize carros, casas, locais de casamento, perfume ou cachorros online. Promova produtos de mercado, as pessoas vão realmente comprar de um site sem vê-los em carne e osso!
O Curso Trabalhar Pela Internet Agora é um curso completo que ensina passo á passo como trabalhar pela internet de forma honesta, sustentável e escalável, sem precisar passar o dia todo no computador ou ter grandes conhecimentos em informática. Com o Curso Trabalhar Pela Internet Agora qualquer pessoa mesmo leiga consegue ganhar dinheiro online. Sem precisar de estoques de produtos ou sem precisar deixar outros negócios se assim não quiser. Com este curso você aprende desde o básico a criar seu próprio negócio online de forma crescente; através de produtos digitais sendo um afiliado e ganhando comissões.
Os chamados infoprodutos, ou produtos digitais, são também uma excelente forma de trabalhar com marketing de afiliados. Existem várias plataformas que oferecem esse tipo de produtos e também muitos afiliados trabalhando na divulgação, recebendo comissões extremamente elevadas pelas vendas geradas. Este é um mercado que está crescendo imenso no Brasil.

O modelo CPL é extremamente utilizado em negócios B2B, em que o objetivo é captar contatos de potenciais novos clientes. Neste modelo de comissão, por regra, o afiliado recebe um valor fixo a cada lead gerado. Este modelo é também muito utilizado em aplicativos mobile, como por exemplo a Uber, que paga uma comissão fixa a cada cadastro gerado em seu aplicativo.


Como este artigo visa cobrir o marketing da filial para iniciantes, aqui está um pequeno exemplo para você. Então, vamos supor que João seja um afiliado. Ele tem um site que é sobre skate. Nele, ele tem um blog onde compartilha vídeos de suas últimas acrobacias, fotos dos parques que visitou e análises detalhadas dos melhores e piores skates que ele já usou. As resenhas contêm um link direto para a página no site do anunciante, onde os skates recomendados podem ser comprados. A chave para isso é que o link não é um link padrão, como:
Afiliado apresentador: O apresentador utiliza sua imagem para divulgar os produtos aos quais é Afiliado. Geralmente, ele tem forte presença em redes sociais e muitos seguidores que o acompanham diariamente, imagine um influenciador digital, ele usa de sua imagem para divulgar, mas não se prenda a somente esse exemplo, citei apenas um para você ter uma noção.
Se você tem um blog sobre automóveis e sai divulgando programas de afiliados sobre como perder peso, porque você acha que todo mundo precisa emagrecer, é bem provável que não vá funcionar. Entender seu público e como ele se comporta dentro do seu site ou blog é fundamental para o sucesso das suas campanhas de marketing de afiliados. Quanto mais relevantes seus anúncios forem para a sua audiência, maiores serão as suas chances de ser bem sucedido. Se você imaginar que até o Google tornou seus anúncios contextualizados com o conteúdo de sites e blogs, você entende a importância de ser relevante.
Além das vantagens óbvias de administrar seu próprio negócio, poder trabalhar on-line de qualquer lugar e a qualquer momento, e ter a liberdade de escolher o quanto você trabalha, há algumas outras vantagens. Afiliados com um forte acompanhamento social (também conhecido como influenciadores) podem esperar receber brindes de anunciantes que buscam aumentar o conhecimento de sua marca. Isso tudo lhe proporcionara uma estrutura e uma renda fantástica e nunca mais terá que fazer pesquisas de “como ganhar dinheiro na internet clicando”.
Ser persistente: essa dica vale principalmente para aqueles que desejam ter grandes resultados e não só fazer uma venda ou outra por acaso. O imediatismo é um dos fatores que fazem as pessoas desistirem tão facilmente de suas metas e sonhos. Trace um plano para seu negócio e cumpra-o independente do que acontecer, mesmo quando ainda não houver nenhum lucro, se você mesmo não acreditar no seu projeto como espera que as pessoas acreditem?

Alexandro, se você utilizar uma plataforma de ecommerce, a maioria já vem com módulo de afiliados, neste caso é só customizar de acordo com suas necessidades. De fato marketing de afiliados está ganhando mais espaço no mercado, até porque é benéfico para todos envolvidos, desde o cliente que chega por meio de um link de um site ou blog que ele conhece e muitas vezes o responsável pelo conteúdo conhece a loja que se cadastrou no programa de afiliados, como para loja que aumenta a participação na rede. Implementei um programa de afiliados numa loja de produtos eróticos que administro (Sex Nanda) com o sistema PPS (ou CPV) com uma comissão de até 10%. Muito bacana e fácil de usar, isso também é fundamental para os afiliados.
×